Avaliação

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

A avaliação da aprendizagem é um processo contínuo, progressivo e cumulativo que ora diagnostica, ora sistematiza a aprendizagem, estabelecendo parâmetros que permitirão retomar ou avançar o processo de acordo com as necessidades e os progressos detectados.

As atividades e os instrumentos de avaliação são diversificados e integrados ao processo de aprendizagem. Acompanham a construção de conhecimentos, a elaboração de conceitos e o desenvolvimento de competências de acordo com o currículo proposto pelos componentes curriculares e as aprendizagens decorrentes de sua integração.


 1. PARECER FORMATIVO

O Colégio emite um Parecer Formativo do estudante antes do final de cada trimestre, conforme datas divulgadas no calendário escolar. Este parecer será constituído em Conselho de Classe e objetiva apresentar um primeiro parâmetro de desempenho do aluno, identificando possíveis problemas e sugerindo encaminhamentos a respeito da aprendizagem, do comprometimento com os estudos e de aspetos sócio-pedagógicos.


2. PROCESSO AVALIATIVO

A avaliação na Educação Infantil constitui-se de registros variados das experiências e vivências da criança, sem finalidade de promoção, mesmo para o acesso ao Ensino Fundamental.

A escola emitirá Parecer por Objetivos e Documentação Pedagógica como forma de registro e comunicação das observações realizadas pelos professores durante as experiências e vivências dos alunos.

Nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental (1º a 4º Anos) o resultado trimestral é expresso na forma de Parecer por Objetivos e Nota Global, na escala de zero(0,0) a dez(10,0), com uma casa após a vírgula.

O Parecer do terceiro trimestre registra também uma Média Anual que é composta pela soma das Notas Trimestrais, dividida por três.

 

Nas Séries Finais do Ensino Fundamental (5º a 9º Anos) e no Ensino Médio a avaliação é cumulativa e expressa em Notas, na escala de zero(0,0) a dez(10,0), com uma casa após a vírgula.

Ao final de cada trimestre letivo a escola emite um Boletim Escolar informando a frequência e a nota obtida pelo aluno nos componentes curriculares.

Cada trimestre possui peso diferenciado na constituição de uma Média Anual: peso dois para o primeiro trimestre, peso três para o segundo trimestre e peso quatro para o terceiro trimestre. A Média Anual utiliza a seguinte fórmula de cálculo:

[(a x 2) + (b x 3) + (c x 4) ] /9 

(a = nota do 1º trimestre    b = nota do 2º trimestre    c = nota do 3º trimestre)

Nos componentes curriculares em que o aluno conquista desempenho igual ou superior a sete(7,0) na Média Anual, a Nota Final corresponde à mesma.

Nos componentes curriculares em que o aluno não obtém Média Anual igual ou superior a sete(7,0), ele é submetido a novos Estudos de Recuperação. O resultado de cada nova ação de recuperação é somado à Média Anual e dividido por dois, subsequentemente, para a obtenção da Nota Final.

O peso dos diferentes tipos de avaliação, em cada componente curricular, estão assim distribuídos:

Provas e testes Trabalhos e Outros SIATS -Objetivas

SIATS -Redação

EF2

6,0 4,0
EM 6,0 3,0 0,7

0,3


3.ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO

Acontecem contínua e simultaneamente ao período letivo, preferencialmente durante as atividades regulares, buscando a superação de dificuldades de aprendizagem e a efetivação do compromisso conjunto do aluno, do professor, da escola e da família, com a construção do conhecimento.

Todas as ações de recuperação – estudos de recuperação, atividades complementares, Prova de Recuperação Trimestral da Aprendizagem, Exame Anual, Recuperação Extensiva e Progressão Parcial – são oferecidos na perspectiva da valorização do processo vivenciado pelo aluno na escola e registrados no Caderno de Chamada de cada componente curricular.

3.1 Prova de Recuperação Trimestral

A prova de recuperação trimestral ocorre antes do término do trimestre e tem por objetivo oportunizar estudos de recuperação e/ou substituir as provas parciais perdidas durante o trimestre vigente. É um novo momento avaliativo para aqueles alunos que não alcançaram 70% da média nas avaliações anteriores.  O resultado desta nova avaliação substitui a nota obtida em provas realizadas até então.

3.2 Exame Anual e Recuperação Extensiva

Consistem em novas ações de recuperação e oportunidade de avaliação para alunos que obtém Média Anual inferior a sete(7,0), apesar de todas as estratégias usadas através de orientações e de Estudos de Recuperação realizados no decorrer dos trimestres.

O Exame Anual consiste em uma nova avaliação ofertada aos alunos do Ensino Médio e das Séries Finais do Ensino Fundamental em todos os componentes curriculares nos quais seu desempenho ainda esteja insatisfatório.

É considerado aprovado no componente curricular o aluno que, após a realização do Exame Anual, obtém média igual ou superior a 7,0(sete), mediante aplicação da seguinte fórmula de cálculo:

Nota Final: Média Anual + Exame Anual / 2

A Recuperação Extensiva consiste em um período de estudos adicionais que encerram-se com uma nova avaliação realizada antes do início do ano letivo seguinte. É considerado aprovado no componente curricular o aluno que, após a realização da Recuperação Extensiva, obtém média igual ou superior a 7,0(sete), mediante aplicação da seguinte fórmula de cálculo:

Nota Final: Média após Exame Anual + Recuperação Extensiva / 2

A Recuperação Extensiva é ofertada a partir do 6º ano do Ensino Fundamental até a 3ª Série do Ensino Médio para o aluno que, após os Exames Anuais, permanece com média inferior a 7,0 em até dois componentes curriculares.

3.3 Progressão Parcial

O Colégio Sinodal do Salvador adota o Regime de Progressão Parcial na última série do Ensino Fundamental e nos dois primeiros anos do Ensino Médio, o que garante ao aluno prosseguir seus estudos na série subsequente quando, após realizar a Recuperação Extensiva, sua Nota Final ainda for insuficiente em até um componente curricular.

A opção pela Progressão Parcial está condicionada à realização das avaliações de Recuperação Extensiva. É considerado aprovado o aluno que obtém média igual ou superior a 7,0 (sete) ao final do período das aulas.

O responsável legal pelo aluno deve manifestar interesse em usufruir deste processo através de contrato firmado com esta instituição de ensino, assumindo o ônus financeiro do mesmo. As aulas ocorrem regularmente em horários especiais durante o primeiro semestre letivo, sendo obrigatória a renovação da matrícula no segundo semestre letivo caso o aluno não revelar desempenho satisfatório durante o primeiro período de estudos adicionais.