AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO DO ALUNO

A avaliação da aprendizagem é um processo contínuo, progressivo e cumulativo que ora diagnostica, ora sistematiza a aprendizagem, estabelecendo parâmetros que permitirão retomar ou avançar o processo de acordo com as necessidades e os progressos detectados.

As atividades e os instrumentos de avaliação são diversificados e integrados ao processo de aprendizagem. Acompanham a construção de conhecimentos, a elaboração de conceitos e o desenvolvimento de competências de acordo com o currículo proposto pelos componentes curriculares e as aprendizagens decorrentes de sua integração.

 


 

PARECER DIAGNÓSTICO

A Escola emite um Parecer Diagnóstico do estudante antes do final de cada trimestre, conforme datas divulgadas no calendário escolar. Este parecer será constituído em Conselho de Classe e objetiva apresentar um primeiro parâmetro de desempenho do aluno, identificando possíveis problemas e sugerindo encaminhamentos a respeito da aprendizagem, do comprometimento com os estudos e de aspetos sócio-pedagógicos.

 


 

EXPRESSÃO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO

A avaliação na Educação Infantil será realizada mediante acompanhamento do desenvolvimento da criança em suas potencialidades, observados os objetivos estabelecidos para cada nível, sem finalidade de promoção, mesmo para o acesso ao Ensino Fundamental.

A escola emitirá Parecer Descritivo como forma de registro e comunicação das observações realizadas pelos professores durante o processo de construção do conhecimento e o desenvolvimento de competências.

Nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental o resultado trimestral é expresso na forma de Parecer Descritivo e Conceito Trimestral Global organizado a partir da seguinte sequência: I(Insuficiente); R(Regular); B(Bom); MB(Muito Bom); e OT(Ótimo). O conceito B(Bom) demonstra aproveitamento mínimo de 70% do currículo proposto.

O parecer do terceiro trimestre registra também um Conceito Final. Nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental é considerado promovido para a série seguinte o aluno que obtém Conceito Final B(Bom) ou superior.

Nas Séries Finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio a avaliação é cumulativa e expressa em notas, na escala de zero(0,0) a dez(10,0), com uma casa após a vírgula.

Ao final de cada trimestre letivo a escola emite um Boletim Escolar informando a frequência e a nota obtida pelo aluno nos componentes curriculares.

Cada trimestre possui peso diferenciado na constituição de uma Média Anual: peso dois para o primeiro trimestre, peso três para o segundo trimestre e peso quatro para o terceiro trimestre. A Média Anual utiliza a seguinte fórmula de cálculo:

                                                         1º = nota do 1º trimestre

(1º x 2) + (2º x 3) + (3º x 4)              2º = nota do 2º trimestre

                     9                                  3º = nota do 3º trimestre

Nos componentes curriculares em que o aluno conquista desempenho igual ou superior a sete(7,0) na Média Anual, a Nota Final corresponde à mesma.

Nos componentes curriculares em que o aluno não obtém Média Anual igual ou superior a sete(7,0), ele é submetido a novos Estudos de Recuperação. O resultado de cada nova ação de recuperação é somado à Média Anual e dividido por dois, subsequentemente, para a obtenção da Nota Final.

Nas Séries Finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio é considerado promovido para a série seguinte o aluno que obtém Nota Final igual ou superior a sete (7,0) em cada componente curricular.

 

 


 

ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO

Acontecem contínua e simultaneamente ao período letivo, preferencialmente durante as atividades regulares, buscando a superação de dificuldades de aprendizagem e a efetivação do compromisso conjunto do aluno, do professor, da escola e da família, com a construção do conhecimento.

Todas as ações de recuperação – estudos de recuperação, atividades complementares, Exame Anual, Recuperação Extensiva e Progressão Parcial - são oferecidos na perspectiva da valorização do processo vivenciado pelo aluno na escola e registrados no Caderno de Chamada de cada componente curricular.

 


 

EXAME ANUAL E DA RECUPERAÇÃO EXTENSIVA

Consistem em novas ações de recuperação e oportunidade de avaliação para alunos que obtém Média Anual inferior a sete(7,0), apesar de todas as estratégias usadas através de orientações e de Estudos de Recuperação realizados no decorrer dos trimestres.

O Exame Anual consiste em uma nova avaliação ofertada aos alunos do Ensino Médio e das Séries Finais do Ensino Fundamental em todos os componentes curriculares nos quais seu desempenho ainda esteja insatisfatório. Esta nova nota pode ser composta por até três novas avaliações que ocorrem, respectivamente, após a finalização de cada trimestre.

É considerado aprovado no componente curricular o aluno que, após a realização do Exame Anual, obtém média igual ou superior a 7,0(sete), mediante aplicação da seguinte fórmula de cálculo:

Nota Final: Média Anual + Exame Anual

                2

A Recuperação Extensiva consiste em um período de estudos adicionais que encerram-se com uma nova avaliação realizada antes do início do ano letivo seguinte. É considerado aprovado no componente curricular o aluno que, após a realização da Recuperação Extensiva, obtém média igual ou superior a 7,0(sete), mediante aplicação da seguinte fórmula de cálculo:

Nota Final: Média após Exame Anual + Recuperação Extensiva

          2

A Recuperação Extensiva é ofertada a partir da 6ª série do Ensino Fundamental até o 3º Ano do Ensino Médio para o aluno que, após os Exames Anuais, permanece com média inferior a 7,0 em até dois componentes curriculares.

 


 

PROGRESSÃO PARCIAL

O Colégio Sinodal do Salvador adota o Regime de Progressão Parcial na última série do Ensino Fundamental e nos dois primeiros anos do Ensino Médio, o que garante ao aluno prosseguir seus estudos na série subsequente quando, após realizar a Recuperação Extensiva, sua Nota Final ainda for insuficiente em até um componente curricular.

O aluno do terceiro ano do Ensino Médio igualmente poderá utilizar-se deste processo, cabendo-lhe optar por cursar a Progressão Parcial, sem necessidade de repetir todos os demais componentes curriculares.

A opção pela Progressão Parcial está condicionada à realização das avaliações de Recuperação Extensiva. É considerado aprovado o aluno que obtém média igual ou superior a 7,0 (sete) ao final do período das aulas.

O responsável legal pelo aluno deve manifestar interesse em usufruir deste processo através de contrato firmado com esta instituição de ensino, assumindo o ônus financeiro do mesmo. As aulas ocorrem regularmente em horários especiais durante o primeiro semestre letivo, sendo obrigatória a renovação da matrícula no segundo semestre letivo caso o aluno não revelar desempenho satisfatório durante o primeiro período de estudos adicionais.